terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

ME VEJO


ME VEJO

Não sei como você me vê
Mas sei exatamente como 
me vejo!!





segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

                                         

Decisão

Amanheci...
Olhei bem nos olhos vida
Me encarei
Me decidi
Me adormecer...
Nunca mais!!!
Marinez Novaes

Resumo

E eu vou encaixando as horas
nesse papel picado dos dias
em que a gente insiste em colar o tempo
Que vai amarelando os sonhos
Colocando-os em porta retratos
como se fossem velhas fotografias.

Marinez Novaes

Costura poética

Meus versos
São versos de muitos remendos,
Versos de poesias rasgadas.
Busco, nesse emaranhado de fios na alma,
As pontas perdidas,escondidas,desapontadas.
Meu tecido é frágil,
Mas ninguém o sabe...
Minha mão é a agulha que, em poesia, me costura,
Cada lamento costurado é uma dor que ninguém vê.
No amor, presume-se que sou feliz,
Um remendo bem feito aos olhos de quem me lê!
Marinez Novaes

Que seja breve...

Para que no encontro dos lábios
não umedeçam ilusões
Para que o abraço não faça um laço
Para que os olhos não se permitam
Para que as palavras não se atrevam
Para que as vontades não nos dominem...
Que seja breve o ADEUS.

Poemo-te


Faço das linhas tua cama
Cubro-te com minhas mãos
Envolvo-te em lençóis finos de linhos versos
Aqueço-te com palavras em brasas vivas
Cada ponto,cada vírgula é um silêncio que
se pronuncia
Uma pausa que se enche de azul
Um céu para nós dois
Um instante
...para muitos depois!!!
Na eternidade das palavras não ditas...
No para sempre das palavras escritas...
Infinitamente...
Poemo-te!!!!
Marinez Novaes